Veja quais são as modalidades de financiamento disponíveis no mercado

0

Existem diversas modalidades de financiamento disponíveis no mercado, cada uma com suas características. É importante conhecer cada uma para entender qual a mais adequada conforme o seu perfil e do imóvel desejado. As três principais opções são o SFH, o SFI e a Carteira Hipotecária.

As diferenças mais significativas entre essas alternativas são referentes ao valor do imóvel, à renda e ao perfil do futuro comprador. Confira logo abaixo:

SFH (Sistema Financeiro da Habitação)

O Sistema Financeiro da Habitação foi criado e regulamentado pela lei nº 4.380 de 1964. Ele coordena a maior parte dos financiamentos imobiliários que acontecem no Brasil. Utiliza recursos das contas de poupança, ou repassados pelo FGTS, no financiamento da aquisição e construção de imóveis residenciais.

SFI (Sistema de Financiamento Imobiliário)

O Sistema de Financiamento Imobiliário entrou em vigor no dia 20 de novembro de 1997, regulamentado pela lei nº 9.514. Ele comanda os financiamentos imobiliários que acontecem fora das regras do SFH no Brasil. A principal fonte de recursos deste Sistema parte dos grandes investidores institucionais, que possuem expressivos ativos, não só no país, como também no exterior: fundos de pensão, fundos de renda fixa, companhias seguradoras e bancos de investimento.

Carteira Hipotecária

Assim como o SFI, esta modalidade de financiamento permite a aquisição de imóveis comerciais e residenciais novos ou usados com valores de financiamentos superiores ao máximo estabelecido pelo SFH.

Confira abaixo um comparativo entre as três modalidades de financiamento:

tabela

Vale ressaltar que bancos como a Caixa Econômica Federal (CEF) e o Banco do Brasil (BB) também possuem linhas de crédito especiais, como a pró-cotista, voltada exclusivamente para o FGTS.

Entre as opções de financiamento apresentadas, o consumidor precisa ter em mente que é importante realizar um planejamento, analisando qual é a mais adequada às características do imóvel e ao seu perfil (renda, tamanho da família, perspectivas financeiras para o futuro, etc.). Consulte um especialista e busque se informar, pois facilitará todos os trâmites envolvidos no processo de financiamento do imóvel próprio. 

Sobre o autor

Avatar

Desde 1964 construindo uma trajetória de qualidade e solidez.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: