Conheça dicas para reformar móveis antigos e dar uma nova cara para sua decoração.

1

Sabe aquele móvel antigo que já está com uma aparência de velho e que por isso está você está pensando em se desfazer? Calma, com uma boa reforma ele pode ganhar vida nova e um destaque especial na decoração do seu lar.

Decorar a casa reaproveitando um móvel antigo ou usado tem se tornado uma tendência entre aqueles que querem dar mais charme e personalidade à decoração.

Inclusive, hoje em dia, em alguns casos, é mais interessante reformar móveis antigos do que comprar outros novos.

Veja algumas dicas que o blog .Tib preparou para você dar cara nova para seus móveis:

Pintura

Muitas vezes uma boa pintura pode ser a solução para deixar os seus móveis como novos.

Antes de começar a pintar o móvel é necessário limpar bem a peça. Uma dica é usar uma mistura de água e álcool com um pano limpo e macio. Se ele tiver algum buraco você pode corrigir essas imperfeições usando massa corrida.

Também é recomendável lixar o móvel antes de começar a pintar para conseguir um bom resultado. As lixas mais apropriadas para isso são as de espessura fina, porque as grossas podem arranhar a peça.

Lixe sempre na mesma direção. Depois de cumprir essa etapa, você deve passar um primer (que é uma espécie de tinta que promove melhor aderência) à base de água.

Na hora de escolher a tinta, dê preferência para esmalte à base de água. Além de não ter cheiro forte, oferece um acabamento melhor.

O melhor tipo de pincel para pintar móveis é aquele largo e chato, mas em alguns casos a pintura também pode ser feita com rolinho.

Passe sempre duas demãos de tinta. Aguarde 48h entre uma demão e outra.

Assim como no momento de lixar, a pintura deve ser feita sempre na mesma direção, pois assim ficará mais homogênea.

Para garantir que a pintura dure mais tempo, passe um protetor. Trata-se de um tipo de tinta transparente. Você consegue encontrá-la com ou sem brilho, para aplicar com o pincel ou spray.

Papel Contact

Para reformar móveis usados podemos usar também papel contact.

Fazer reforma de móveis com esse material é bem fácil. Esse tipo de papel é vendido em rolos, que costumam ser grandes e dá para aproveitar bastante.

O primeiro passo é tirar todas as medidas do móvel que você pretende reformar.

Com a ajuda de uma régua e com um estilete, escolha uma superfície que não estragará enquanto você estiver realizando o corte do papel. Lembre-se de não cortar justo na medida, deixe uma sobra entre 2 cm a 5 cm.

Para fazer a aplicação no móvel, a régua vai ajudar a colar o contact. Conforme você for passando a régua, pressione com força para que a colagem fique bem lisa e sem bolhas.

Vale lembrar que essa técnica de usar papel contact pode ser utilizada em diversos tipos de móveis, seja ele de vidro, madeira, metal ou qualquer outro produto, desde que ofereça aderência ao papel contact.

Caso ainda fique alguma bolha, fure com uma agulha e em seguida aperte para colar o papel.

Se for revestir um móvel da cozinha, outra dica para tirar as bolhas é passar em sua superfície bastante água com sabão. Conforme for colando o papel, passe uma espátula ou até o rodinho de pia. É uma dica caseira, mas que funciona.

Pátina

Essa é uma técnica que também garante um visual clássico e diferente ao móvel. Ela consiste em passar uma base de tinta, geralmente branca, e depois de seca passar uma demão de outra cor.

Antes de pintar com as cores finais, para que a tinta não desgaste, uma dica é passar um fundo nivelador. Ele deve ser aplicado na peça para proteger e manter a pintura bonita.

Após a aplicação e secagem das duas tintas, a peça é desgastada com uma lixa para que a cor clara apareça em alguns locais.

Se o móvel tiver o revestimento de verniz, tinta ou qualquer outra cobertura é importante lixá-lo bem com uma lixa grossa para deixá-lo bem limpo e liso antes de aplicar a base de tinta branca.

Não há uma regra definida de quanto se deve lixar para desgastar a peça, isso varia de acordo com o gosto de cada um. Quem prefere o móvel mais branco, pode lixar menos. Já quem prefere com mais madeira aparecendo, mais rústico, pode lixar mais.

Se você achar que está muito rústico, pode passar um pouco mais de branco com o pincel quase seco apenas nas partes que quer clarear.

Tecido

Outro jeito interessante de reformar móveis é revesti-los com tecidos. Dessa forma você pode utilizar um ou quantos modelos e estampas quiser.

A aplicação dessa técnica é bastante similar a do papel contact, porém, existem algumas diferenças, como a necessidade do uso de cola branca para fazer a fixação. Nesses casos recomenda-se que seja feita com um pincel.

A borda deve ser dobrada e colada para que fiquem bem acabadas e retas, porque, mesmo cortando com a tesoura, corre-se o risco de o corte ficar torto e estragar o pedaço de tecido.

Na colagem uma boa dica é ir passando a mão para que o tecido não fique embolado.

Para quem gosta de ousar nas cores e estampas, uma boa vantagem é que quanto mais estampado e colorido o tecido, mais fácil fica de disfarçar alguma imperfeição que possa ter ocorrido durante a colagem.

Estêncil

Outra maneira de transformar um móvel é usando um estêncil, também conhecido como molde vazado. Essa técnica consiste em pintar o móvel a partir de formas e desenhos feitos por corte ou perfuração em papel, papelão, plástico, metal ou em outros materiais.

A vantagem do estêncil é que você pode escolher uma grande variedade de desenhos ou símbolos que possibilitam fazer detalhes diferentes na peça. Se você não quiser fazer o estêncil, muitas lojas vendem as bases prontas apenas para aplicar.

Então, antes de sair por aí comprando móveis novos, dê uma boa olhada naqueles que você já possui em casa e veja o que pode ser reaproveitado e repaginado com uma boa reforma.

Share.

About Author

Desde 1964 construindo uma trajetória de qualidade e solidez.

1 Comentário

Leave A Reply