Minimalismo x maximalismo: como utilizar esses estilos na decoração?

Minimalismo x maximalismo: como utilizar esses estilos na decoração?

Última atualização há 10 meses.

O minimalismo e o maximalismo são duas tendências opostas. São conceitos diferentes que podem ser aplicados em qualquer ambiente.

Entenda como funciona cada um e confira algumas dicas de como compor uma decoração usando o estilo que mais combina com você.

Decoração minimalista

A principal regra dessa estética é: menos é mais. Quanto menos objetos, melhor. Uma pessoa minimalista gosta de viver com o essencial em uma vida prática.

Por isso, o objetivo é excluir os excessos, adaptar estética à funcionalidade e deixar os ambientes mais arejados.

Algumas características deste estilo são:

  • Móveis com design simples
  • Cores neutras
  • Poucos móveis e objetos
  • Espaços livres
  • Paredes limpas
  • Sem cortinas ou apenas persianas
  • Ausência de tapetes

Dicas para quem quer criar uma decoração minimalista

1 – Diminua a quantidade de objetos expostos

Comece descartando dos espaços materiais e peças que não têm utilidade naquele local, priorizando apenas o que é funcional.

Defina a posição de cada objeto para um máximo aproveitamento da área disponível.

2 – Priorize tons neutros

Dê preferência a tonalidades como branco, bege, fendi e cinza claro, que são neutras, não carregam o ambiente e dão mais liberdade na hora de escolher os demais itens para completar a decoração.

3 – Espelhos e texturas podem ser uteis

Espelhos e texturas podem causar um ótimo efeito em uma decoração minimalista.

Continua após os anúncios

Isso porque dispensam o uso de enfeites e muitos quadros pendurados nas paredes, deixando o ambiente mais organizado.

4 – Prefira móveis simples e funcionais

Escolha uma mobília com poucos detalhes e múltiplas funções como um colchão futon, pufes e cabideiros, que, além de darem um toque de charme, são muito úteis no dia a dia.

Outros exemplos são home offices, penteadeiras e mesas de centro, que podem desempenhar vários papéis e ocupam pouco espaço.

Vantagens da decoração minimalista

Mais economia: o minimalismo favorece a iluminação natural pelo ambiente estar mais “vazio”, o que acaba proporcionando também redução da conta de luz, por exemplo. Além disso, poupa os gastos com a compra de diversos itens de decoração.

Auxílio na limpeza: um ambiente sem muitos objetos e móveis facilita na limpeza do dia a dia.

Mais suavidade: um local sem muita poluição visual ajuda na concentração e aumenta a produtividade, além de transmitir a sensação de tranquilidade.

Decoração Maximalista

Aqui, como o nome já diz, a regra é oposta: quanto mais, melhor. A premissa é que o ambiente seja explorado ao máximo, com objetos exuberantes e coloridos.

A ideia é deixar a imaginação fluir e aproveitar cada espaço, deixando-o mais aconchegante.

É o estilo de decoração de pessoas com perfil de colecionador, que têm apego e se sente acolhido pelos objetos, pois muitos deles contam histórias de experiências vividas e trazem lembranças.

Algumas características deste estilo são:

  • Móveis antigos de linhas rebuscadas
  • Cores vibrantes
  • Mistura de estampas
  • Sobreposição de objetos, cores e texturas
  • Paredes cheias de quadros e prateleiras
  • Todo o espaço é utilizado

Dicas para quem quer criar uma decoração maximalista

1 – Escolha um estilo para seguir

Nesse conceito de decoração, qualquer estilo pode ser usado. Isso é ótimo para ajudar na escolha dos itens e como distribuí-los no ambiente. Pode ser estilo vintage, clássico, moderno, eclético, você quem decide.

2 – Invista em móveis grandes

Qualquer ambiente pode ser decorado com o estilo maximalista, seja o quarto, a sala, a cozinha, basta escolher e criar a decoração.

Portanto, aposte em móveis grandes de acordo com cada cômodo. Sofá espaçoso, poltrona, mesa de centro, quadros, plantas enormes, vale tudo.

3 – Cores vibrantes

Usar cores vivas também é uma das características desse conceito, apesar de não ser uma regra.

A escolha do tom varia de acordo com o estilo escolhido para compor a decoração. O uso da mesma paleta de cores pode ajudar na seleção dos itens e na harmonização do espaço.

4 – Faça sua decoração contar uma história

Você pode incluir fotos, quadros, livros, objetivos de viagens e plantas. O maximalismo não é, necessariamente, encher a casa de coisas. Não se trata de ser um acumulador, mas de criar uma decoração mais pessoal e personalizada.

Um lar maximalista conta histórias da vida do morador, destacando suas preferências, o que resulta em um ambiente único.

Vantagens da decoração minimalista

Explorar possibilidades: o mais legal da decoração maximalista é o fato de poder explorar diversas formas e estimular a criatividade, o critério é totalmente seu.

Reaproveitar objetos antigos: aqui os objetos antigos podem ocupar espaço na decoração, é só saber a melhor forma de adaptar.

Mistura de estilos: como não é necessário seguir apenas um estilo, é possível misturar e decorar com um pouco de cada modalidade.

Minimalismo Aconchegante

O minimalismo e o maximalismo são os extremos. Porém, a maioria das pessoas tem um estilo de decoração intermediário. 

Este meio do caminho, que mescla ambos os perfis, vem sendo chamado de minimalismo aconchegante. É uma mistura da leveza do minimalismo com o aconchego do maximalismo.  

Assim, o minimalismo aconchegante traz cores neutras, menos móveis e poucos objetos combinados com a sobreposição de texturas e alguns itens como plantas, mas tudo de forma mais harmônica.

Gostou das dicas? Não deixe de acompanhar a Tibério no Instagram para mais dicas de decoração!

Tibério Construtora

Desde 1964 construindo uma trajetória de qualidade e solidez.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: